Blogging

Saiba quais são as cidades mais violentas do Brasil e fuja delas na hora de comprar um imóvel

O nosso país vem passando por um momento grave em vários aspectos principalmente na segurança pública. O resultado disso são assaltos à luz do dia e assassinatos, que são dois fatores que preocupam bastante a população brasileira.

Esses dois problemas aparecem com mais clareza nas cidades mais violentas do Brasil. Por esse motivo, algumas pessoas que desejavam morar em determinada cidade optaram por outra região para viver com mais tranquilidade e segurança.

Se você deseja adquirir um imóvel para morar em outro lugar é importante evitar as cidades que possuem alto índice de homicídios. Se não conhece nenhuma dessas cidades observe abaixo a relação das cidades que são violentas no país.

As 7 cidades mais violentas do Brasil

O que não faltam no Brasil são cidades violentas, abaixo você verá algumas onde o índice de homicídio é alto.

Natal – RN

Natal é considerada uma das menores capitais do Brasil. Porém, ela faz parte das cidades mais populosas que apresentam índice de homicídios por 100 mil habitantes.

O seu índice de homicídios cresceu muito nos últimos anos entre 2006 a 2016, o aumento foi de 256,9%.  Uma das principais causas que contribuíram para este aumento são as brigas pelo o controle do tráfico de drogas e a falta de investimentos na segurança.

Taxa de homicídios: 102,56 por 100 mil habitantes

Fortaleza – CE

Mesmo sendo um dos principais pontos turísticos do Brasil, Fortaleza passou a fazer parte das cidades mais violentas após o assalto ao Banco Central. Desde então, a capital virou alvo do crime organizado que vem crescendo bastante nos últimos anos.

Taxa de homicídios: 83,48 por 100 mil habitantes

Maceió – AL

A capital de Alagoas também é um ponto turístico brasileiro, a sua região metropolitana possui 10 municípios ao redor.  No entanto, ela possui um alto índice de violência e de homicídios na adolescência, se tornando a capital com a maior média de assassinatos de adolescentes do Brasil.

Taxa de homicídios: 63,94 por 100 mil habitantes

Recife – PE

Recife é uma das capitais mais populosas do Brasil e possui o maior PIB da Região Nordeste. No entanto, até o ano de 2010 a capital apresentava uma diminuição do índice de homicídios, mas desde 2014 as coisas mudaram e este número voltou a subir novamente.

Taxa de homicídios: 54,96 por 100 mil habitantes

Salvador – BA

A capital baiana é um dos principais pontos turísticos do Brasil, Salvador é palco de um dos maiores carnavais do Mundo.  Ela uma das cidades mais ricas do Nordeste, além de possuir bairros com IDH (índice de Desenvolvimento Humano) maior do que alguns países europeus.

No entanto, outros bairros são menores do que alguns países pobres da África. Mesmo sendo uma cidade rica em cultura, ela também é uma das cidades mais violentas do Brasil, por lá existem muitos assaltos na rua.

Taxa de homicídios: 51,58 por 100 mil habitantes

Porto Alegre – RS

Nos últimos anos a capital do Rio Grande do Sul teve um grande aumento no seu índice de homicídios. Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Cidade Segura, apontou que 82,5% dos seus habitantes acham a cidade insegura e 77% das pessoas entrevistadas afirmaram que evitam sair de casa à noite por causa do medo de assalto.

Taxa de homicídios: 40,96 por 100 mil habitantes

Vitória – ES

Considerada a melhor cidade do Brasil para se viver pela ONU, a cidade não está livre da violência, mesmo com tantos guardas civis para ajudar no policiamento e na segurança pública, ela também possui um grande índice de homicídios.

Taxa de homicídios: 36,07 por 100 mil habitantes

casa nova a venda

Gostou deste artigo? Se você está querendo comprar um imóvel para morar é melhor procurar um lugar mais tranquilo para viver com a sua família. As cidades do interior geralmente são mais seguras e você pode viver bem por lá, claro que elas também apresentam alguns problemas, mas nada comparado com as grandes metrópoles.

Sendo assim, não deixe de pesquisar por imóveis em Fazenda Rio Grande, que é uma cidade metropolitana de Curitiba e apresenta um ótimo índice de desenvolvimento e segurança.

A timidez está arruinando sua carreira! 4 dicas infalíveis para alcançar o sucesso

A timidez no ambiente de trabalho é um fantasma que assombra milhões de pessoas diariamente. Saber superá-la é fundamental para qualquer um que deseje ter uma carreira de sucesso. Isso porque um profissional que sofre de timidez costuma ter sérios problemas de comunicação e de relações interpessoais, tanto com colegas de trabalho quanto com clientes e parceiros, atravancando a realização de tarefas e a criação de laços sólidos.

No entanto, a boa notícia é que a questão da timidez pode ser resolvida. O primeiro passo é decifrar como ela está prejudicando sua rotina, tomar consciência de seus efeitos e se preparar para lidar com as situações de tensão.

Por isso, eu resolvi te contar algumas técnicas práticas que te ajudarão a vencer a timidez no acirrado ambiente de trabalho e, com isso, te deixarão mais próximo do sucesso.

 

Saiba quais seus pontos fortes

 

Quem é tímido tem o costume de olhar para si mesmo e só enxergar essa característica, impondo a si mesmo um limite que prejudica não só a sua relação com os demais colegas de trabalho, chefes e clientes, mas também impede que seus pontos fortes possam brilhar.

Por causa disso, é essencial que você busque se conhecer mais. Saiba em que pontos você se destaca, pelo que os seus pares ou seu chefe te admira e tente entender como a sua timidez acaba boicotando essas qualidades.

Uma vez que você tem isso bem claro, focar em seus pontos positivos te trará conforto e autoconfiança, derrubando as barreiras criadas pela sua timidez.

 

Fuja da rotina

 

Se você é tímido, certamente você criou certos hábitos – ainda que de forma inconsciente – que te colocam em situações cômodas, te protegendo da sua própria timidez. Isso pode parecer bom, não é? Na verdade, não é. Ainda que evitar situações desconfortáveis te tranquilize no curto prazo, estar em ambientes de interação social, saindo da zona de conforto, é a melhor forma de você superar sua timidez.

Em vez de evitar completamente essas situações, é ideal que você se prepare e se exponha a elas de forma controlada, pouco a pouco, estipulando-se metas e desafios diariamente. Por exemplo, no primeiro dia a sua meta pode ser convidar um colega não próximo para um café; no segundo, se apresente para o chefe; depois, se apresente para um desconhecido e por aí vai.

 

Pare de deixar para depois

 

Os tímidos possuem uma destrutiva tendência procrastinadora. Isso tem relação com o medo de se expor, que torna certas situações desconfortáveis e, por consequência, são deixadas para depois.

A melhor forma de evitar a procrastinação é organizar a sua vida em uma agenda, marque seus compromissos e diga para você mesmo que irá cumpri-los um a um. Comece por aquelas que você vem adiando a mais tempo. Enfrente um leão por vez.

 

Sua mente: uma poderosa fábrica de realidades

 

Você certamente já ouviu falar que o ser humano não utiliza nem um quarto da capacidade do cérebro, certo? Pois é. Que tal começar a fazer algo a respeito? Um jeito poderoso de enfrentar a timidez é usar a sua própria imaginação. Brinque com suas percepções e seja criativo para conseguir vencer a ansiedade e ganhar a autoestima necessária para enfrentar seus medos.

Tente lembrar momentos felizes, situações que te trazem um sentimento de alegria, autoconfiança e poder.

Um bom exercício é se imaginar como um gigante, fazendo que as outras pessoas pareçam crianças perto de você. Isso te trará um sentimento de poder, de controle e diminuirá o seu medo de ser julgado.

Se você gostou dessas 4 dicas sobre como vencer a timidez no trabalho, tenho uma ótima notícia para você! Pensando na quantidade de pessoas que sofre diariamente com esse tipo de problema, eu criei um curso de oratória cheio de exercícios práticos para você poder começar imediatamente a vencer a batalha contra a timidez. Se quer saber mais sobre isso, acesse www.guiadaoratoria.com e dê um grande passo rumo ao seu sucesso profissional.

COMO FAZER CROCHÊ PARA INICIANTES

Tudo o que você precisa é de um par de fios de gordura, e um crochê Tamanho N. No final deste tutorial, você será capaz de fazer qualquer tipo de crochê.

Dos mais simples aos mais completos, sabe como fazer um gancho de crochê como nenhum outro, a verdadeira rainha do crochê.

Passo 1: fazer um nó corrediço.

Inicie o deslocamento do nó, colocando o cabo para baixo e loop. Certifique-se de que sua peça é curta, a cauda fica na parte superior do cabo longo. Então baixa o cabo, o cabo mais longo. Tome o fio entre o polegar e o dedo indicador e puxe o fio através do exterior, sem nenhum problema. Pendure a cauda e puxar o arraste do loop.

Passo 2: Aperte o Anel

Pegue a gravata com a mão esquerda e deslize o gancho no loop e aperte o laço em torno do gancho. Não muito arrasto, deve haver algum dano. Nota: eu comecei com a mão esquerda, e agora são ambidestro. Prefiro ensinar à minha avó, porque é assim que são publicados todos os livros.

Passo 3: como Segurar o Fio

Vire o lado longo do fio ao redor do dedo mindinho e girar em torno do dedo indicador. Tome-se o lado curto, a fila com o seu anel e o dedo do meio. Segure o gancho com a mão direita. Desta forma, para manter a linha e o anzol criará espaço suficiente para mover o gancho e manter a tensão na linha.

Existem várias maneiras de manter sua linha e gancho, para descobrir o que funciona melhor para você.

Passo 4: Iniciar a corrente

Comece com um ponto de cadeia e começar a torcer a linha ao redor do gancho e puxe-o através do loop.

Passo 5: preencha a corrente

Não fazer o anel demais arraste, e, em seguida, continuar com o segundo ciclo, puxe a linha através do segundo ciclo do crochê. Continue até que você tenha uma corda no gancho.

Passo 6: Iniciar a primeira linha

Para iniciar a primeira linha apenas crochê inserir o gancho na segunda seqüência de caracteres do gancho. Agora você tem dois laços em torno do gancho.

Passo 7: com a Corda Amarrada

Tome o fio com a mão esquerda, com o gancho e puxe através do primeiro ciclo de crochê. Isso vai deixar você de novo com dois loops em crochê. Pegue o fio de novo com a agulha e puxe-o através de um dos dois ciclos do crochê. Repita estes passos até chegar ao final das cadeias de linhas.

Para fazer a maioria das linhas, fazendo um ponto no final de cada linha, e virar o crochê para começar a próxima linha.

Passo 8: o final

Para terminar, corte o comprimento do fio e puxe-o através do loop.

não importa quem seja, só importa o que esteja fazendo isso!!!! 🙂

4 dicas para economizar com o automóvel

Os automóveis são uma das nossas maiores paixões no Brasil, mas, muitas vezes, também grandes inimigos dos nossos bolsos. Os custo para manter um carro não são baixos e tem pesado cada vez mais nos orçamentos familiares – chegando facilmente a R$ 1 mil por mês para um veículo popular. Combustível, estacionamento, seguro, IPVA e depreciação do automóvel são apenas algumas das despesas que os proprietários de carro costumam ter, sem mencionar os imprevistos que podem surgir, como pneu furado ou batidas.

Não é por isso, entretanto, que você precisa pensar em vender seu automóvel: existem várias maneiras de economizar com o carro e diminuir o impacto de seus custos na conta bancária no final do mês, como por exemplo, utilizar ferramentas de guincho 24 horas online, pois além de te tirar do aperto, muitas vezes, são mais baratas que o guincho convencional. Além disso, economizar com seu veículo não significa apenas gastar menos dinheiro com ele, mas também planejar investimentos, prevenir imprevistos e, até mesmo, ganhar uma renda extra, que ajuda ( e muito ) na hora de quitar as despesas do próprio carro. Veja as dicas que nós separamos:

1. Acompanhe custos

Saber o quanto realmente está gastando com seu veículo irá ajudá-lo a entender onde poderá economizar. Para isso, registre todos os seus custos com estacionamento, combustível e reparos, entre outros, e faça uma análise sobre o peso deles para seu orçamento mensal. Em alguns aplicativos, essas despesas já são calculadas automaticamente por meio da integração com suas contas bancárias, aparecendo também nos gráficos de acompanhamento das suas finanças pessoais.

2. Coloque seu carro para trabalhar

Ganhar dinheiro com seu carro é uma boa maneira de balancear os custos envolvidos na manutenção do veículo. Uma forma de fazer isso é disponibilizar seu veículo para locação em sites especificos. Em vez de deixar seu automóvel parado na garagem quando não estiver utilizando, você o aluga para alguém que precise de um carro pontualmente, como para uma viagem ou para fazer compras. O processo é seguro, ou seja, também não é necessário dedicar seu tempo para ganhar esse dinheiro extra.

3. Saiba escolher entre álcool ou gasolina

Se o seu carro é modelo flex ou total flex, você tem ótimas oportunidades de economizar combustível. Basta saber calcular se vale a pena abastecer com álcool ou gasolina cada vez que vai ao posto de gasolina. A conta é simples: para saber o que é mais vantajoso, você deve multiplicar o valor da gasolina por 0,7. Se o resultado for maior do que o preço do litro do álcool, vale a pena escolher este último.

Não é preciso se preocupar também em utilizar sempre gasolina aditivada para aproveitar melhor a performance do veículo. Abastecer com esse tipo de combustível uma vez a cada quatro tanques é o suficiente para manter o motor limpo e com bom rendimento.

4. Gaste menos combustível

Além de gastar menos na hora de abastecer, é sempre importante tentar economizar combustível em seu dia a dia. São muitos os fatores que elevam o consumo de álcool ou gasolina, a maior parte deles associados à má condução, como dirigir na marcha incorreta ou fazer mudanças bruscas de velocidade.

Existem, porém, outros comportamentos que contribuem para a queima mais acelerada do combustível, como utilização de ar-condicionado dentro da cidade e excesso de peso no veículo. Ou seja, se quer gastar menos com gasolina, nada de transformar seu porta-malas em um depósito.